Início ESPECIAL PRÊMIO HOMEM TOTAL
PRÊMIO HOMEM TOTAL

PRÊMIO HOMEM TOTAL

0
0

Essa semana, o jornal Ponto apresenta a história de mais um homenageado no Prêmio Homem Total, edição 2017, o piumhiense, Luís Carlos Mesquita, representado pelos irmãos Alessandro e Noêmia Farineli Mesquita.

LUÍS CARLOS MESQUITA

Nasceu em 27 de julho de 1963. Natural de Piumhi, era filho de Zico Mesquita (já falecido) e Ilda Farineli Mesquita. Teve três irmãos: João Pedro, Alessandro e Noêmia.
Estudou até o 3º ano em Piumhi. Depois trabalhou na agência da Minas Caixa e na Exportadora Nossa Senhora da Guia. Anos mais tarde, mudou-se pra Belo Horizonte, onde começou a trabalhar numa gráfica, e anos depois ingressou em sua primeira agência de Publicidade. A partir desse momento iniciou sua trajetória em produção e criação e não parou mais.
Foi para São Paulo e ficou por dois anos, trabalhando na área de publicidade. Retornou para Piumhi depois de 10 anos, onde exercia esse mesmo trabalho em diversas empresas. Chegou a trabalhar em campanhas políticas e foi muito atuante. Casou-se com Léia Sansoni, teve as filhas Maria Fernanda e Ana Laura Sansoni Farinelli Mesquita.
O momento mais trágico de sua vida foi quando enfrentou um câncer (linfoma), que durou cerca de oito meses. Carlinho Mesquita, como era conhecido enfrentou a doença com a cabeça erguida, positividade e muita fé. Nunca se abatia e estava sempre sorrindo até nos dias que passava pelas sessões de quimioterapia.
Acreditava que ia ficar curado e voltar a viver uma vida normal. Porém, faleceu no dia 20 de novembro de 2015, numa tarde de sexta-feira. Viveu intensamente, teve seus momentos de glória e sempre levava um sorriso no rosto e uma energia contagiante. A confiança que enfrentou o linfoma ficou de exemplo para muitos que conviveram com ele no Hospital do Câncer de Passos.