Início GERAL EQUIPE TENTA CONTER FOCO DE INCÊNDIO EM LIXÃO
EQUIPE TENTA CONTER FOCO DE INCÊNDIO EM LIXÃO

EQUIPE TENTA CONTER FOCO DE INCÊNDIO EM LIXÃO

0
0

Na manhã de quarta-feira, 25, uma equipe acompa- nhada do Corpo de Bombeiros, do secretario do Meio Ambiente Martiniano Fagundes, da coordenadora da secretaria municipal da Agricultura Helenice Miranda, do coordenador da Limpeza, Magno de Paula e de representantes da imprensa, esteve no foco de incêndio em um lixão localizado na região do Jacu, município de Piumhi.
Integrantes do Núcleo de Emergência Ambiental (NEA) foram acionados e estiveram no município para anali- sarem a situação do incêndio, a pedido da prefeitura, e em conversa com o técnico Ronildo da Silva Valente, ele explicou que como não é de conhecimento o que está enterrado no terreno, será necessário o auxílio do Corpo de Bombeiros para orientar o que deve ser feito para controlar o fogo.
Ronildo contou que somente após o combate ao incêndio será possível tomar as medidas cabíveis para analisar os resíduos enterrados e controlar o lixão.
Ainda segundo ele, o abafamento da fumaça com terra é o mais indicado nessa situação e que o executivo tem cumprido prontamente para que tudo aconteça da maneira mais correta. Com relação às causas do incêndio, o integrante do NEA afirmou que a prefeitura deve contratar uma perícia técnica apurar as devidas causas, após controlar o fogo.
Na oportunidade, o responsável pelo departamento de Meio Ambiente, Martiniano Fagundes, afirmou que vários setores da administração se uniram para trabalhar no caso, uma vez que o problema era de grande dimensão, todos optaram por orientação do Corpo de Bombeiros a trabalhar com caminhões de terra e tratores de esteira, aterrando o local.
Ele disse ainda que a prefeitura irá fazer ações de recuperação do local, mas não consegue afirmar ainda o que será realizado, uma vez que é necessário saber a dimensão da área afetada para assim estudar o que deve ser feito e priorizado.

INÍCIO DO INCÊNDIO

O incêndio que durou quase uma semana teve início com uma cortina de fumaça que tomou conta de vários bairros da cidade. Grande parte da população utilizou-se das redes sociais para falar de sua indignação e pedir ajuda às autoridades do município, que posteriormente, tomaram as providências.