Início GERAL Cássio Soares aponta perigo para crianças fora da escola
Cássio Soares aponta perigo para crianças fora da escola

Cássio Soares aponta perigo para crianças fora da escola

0
0

O deputado estadual Cássio Soares apontou os perigos de se manter as crianças fora da escola, especialmente aquelas que residem em áreas de vulnerabilidade, com os cortes ocorridos pelo Governo de Minas ao Programa de Ensino em Tempo Integral. O assunto foi tratado durante a Audiência Pública que debateu a importância do ensino integral no Estado para prevenir o uso e o envolvimento de crianças e jovens com o álcool e outras drogas, na Comissão de Prevenção e Combate ao uso de Crack e outras Drogas. A reunião ocorreu na manhã dessa quarta-feira, 8 de maio.

A audiência ouviu membros de entidades que atuam na proteção da criança e adolescente; da Polícia Militar; diretores de escolas e a presidente do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente de Minas Gerais (Cedca), Sílvia Cristina Silva Santos Batista.

Cássio Soares ressaltou sobre a complexidade do assunto e depois apresentou um vídeo com o relato da diretora Maria de Lourdes Martins, da Escola Estadual Nazle Jabur, de Passos (Assista:bit.ly/jovemseguro

PREVENÇÃO ao uso de drogas

O relato da diretora Lourdes, da Escola Estadual Nazle Jabur, de Passos, mostra a triste realidade do que acontece quando tiramos as crianças das escolas e a…

bit.ly

). A escola possui 1.500 alunos e está situada em um bairro de vulnerabilidade social. A diretora afirma que antes do Programa de Período Integral, entre 10 e 18 alunos eram “perdidos” para o tráfico de drogas anualmente. “Depois, isso foi sanando. No ano passado, eu perdi uma criança e nesse ano já foram duas e mais uma que está indo também, aluno do sexto ano”, lamentou.

Para Lourdes, o Período Integral mantém crianças e jovens na escola, em atividades, durante o momento em que os pais estão no trabalho. “É preciso ir na casa delas para entender a realidade, para ver o quanto necessitam. Antes, ficavam aqui praticando esportes, fazendo atividades, mantendo a escola viva. Hoje, estão nas ruas”, completou a diretora no vídeo.

“Não existe investimento mais adequado do que educação de qualidade para crianças e jovens. Deixá-los desamparados, pelas ruas, significa investir futuramente em centros socioeducativos. Queremos o Programa de Ensino em Tempo Integral continuado e ampliado por parte do Governo do Estado”, afirmou o deputado.

Contramão

O deputado estadual Cássio Soares apontou ainda que todos os países que passaram por crises, guerras e desastres apostaram no investimento maciço em educação pra se reerguer. “Infelizmente, Minas Gerais está na contramão”, afirmou.

Essa é também a opinião do diretor de Acolhimento e Atendimento dos Usuários e seus Familiares da Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas, da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Luciano Magno Pinheiro. “A escola é um espaço importantíssimo na proteção da criança e do jovem, ela oferece um ambiente propício para se desenvolverem, onde não há exposição a vulnerabilidades”, afirmou o diretor Luciano Magno.

O deputado estadual Cássio Soares ressaltou que é preciso reconhecer a realidade de quem precisa do programa. “Visitei escolas públicas, conversei com pais, alunos, professores e diretores para compreender o verdadeiro impacto dessa medida na vida das pessoas e ouvi relatos como o da diretora Lourdes, denunciando que antes do período integral a escola perdia muitas crianças para o tráfico e agora, com os cortes, o movimento voltou”, finalizou.